AFINAL, É POSSÍVEL EVITAR O DESEMPREGO?

ADOTE ATITUDES QUE DISTANCIARÃO DO DESEMPREGO E, QUANDO INEVITÁVEL, TE FORTALECERÃO PARA REVERTÊ-LO.

Muitas pessoas, religiosas ou não, defendem e acreditam que o nosso destino já está traçado. Que tudo aquilo que sucede com você já estava determinado e escrito. Que você tem o dia e a hora certos para morrer, independentemente das ações e atitudes que possa tomar na vida para mudar esta escrita.

Respeito os sentimentos e convicções de todas essas pessoas, embora alimente uma crença e uma convicção pessoal de que as coisas não são bem assim. Se você quiser morrer antes da data e hora previstas, comece a ter atitudes e ações que concorram para isto, como por exemplo: fume, beba em excesso, use drogas, dirija seu carro além dos limites da máquina e principalmente sempre fora dos limites de velocidades e recomendações legais.

Tenha uma vida sedentária. Não pratique esportes, ou pratique esportes radicais sem os cuidados elementares de segurança. Coma além do que seu corpo precisa para o dia. Não se preocupe com a qualidade de sua alimentação. Só vá ao médico quando já estiver em uma maca. Seu objetivo nefasto será alcançado. Certamente viverá menos do que estava potencialmente previsto para você.

Assista também:

 

Creio eu, que para os que acreditam na existência de uma força superior que rege tudo o que está à nossa volta, em Deus, como eu acredito, é de se esperar, desde que tenham na vida atitudes coerentes com o desejo, que esta força superior, seu Deus, considere que vale a pena você ficar ainda por aqui, além do tempo que estava pré-determinado, para continuar servindo a ele como um instrumento para alguma missão ainda não concluída.

Diante disso, acredito que você conseguirá algumas horas extras para ficar por aqui. E não me pergunte por que.  Simplesmente acredito e pronto. Não há uma lógica. É só uma crença que me faz muito bem.

Deus, ou a força superior em que você acredita, se é que acredita em alguma força nesse sentido, certamente tem muito mais o que fazer do que ficar pajeando quem não está nem aí consigo mesmo, com seu futuro e com a sua missão na vida. Agindo assim, certamente vai prevalecer o mandamento bíblico: Não invoque meu nome em vão… Numa interpretação livre: agora não adianta chorar.

Voltando ao tema deste central desse capítulo, e comparativamente, ninguém está imune a ficar sem trabalho de uma hora para outra, por pequeno, médio ou grande período que seja, mas, fazendo trocadilho com os desígnios da Divindade, você não entra numa empresa com data e hora certa para ser demitido, mas tanto podem ser antecipadas como postergadas até a aposentadoria, dependendo também das ações e atitudes que você possa tomar em seu dia-a-dia na empresa.

Uma demissão acontece por inúmeras razões, todas elas quase sempre fora do nosso controle individual, como, por exemplo: saltos tecnológicos, mudanças nas políticas econômicas, mudanças no relacionamento comercial entre mercados, encurtamento das distâncias e diminuição de barreiras entre nações, competitividade entre as empresas, alterações no sistema produtivo, falência, concordata e por aí afora.

Uma grande parte dessas razões, entretanto, está relacionada com a forma como atuamos na empresa e cuidamos de nossa carreira, em termos de qualificação, competência e visão de futuro.

É preciso que cada um de nós tome iniciativa em várias direções, que nos capacite e nos de a tranqüilidade e o equilíbrio necessário para o enfrentamento da demissão, quando e na hipótese de ocorrer, mas que também nos ajude a sermos escolhidos para continuar por mais algum tempo na empresa ou que limite esta situação apenas às condições para as quais não tenhamos concorrido. Entre as várias atitudes e ações preventivas, podemos ficar atentos àquelas que vamos desenvolver nos seguintes ítens:

 

1. Faça o que gosta:

Você gasta 1/3 da sua vida produtiva trabalhando. Se gastar este tempo fazendo o que não gosta, o trabalho se tornará um sacrifício para você. E, cá entre nós, basta um pouco de bom senso e lógica para saber que a gente não faz muito bem aquilo de que a gente não gosta. E, nas empresas, esta informação é percebida e comunicada, mesmo que de maneira subliminar. Na hora de fazer uma lista de demissão, os responsáveis levarão este fator em consideração e isso certamente te desfavorecerá.

2. Invista na sua qualificação profissional:

Sempre, como empregado ou autônomo, sempre cuide da sua qualificação profissional. Estude, leia, esteja atento às novas técnicas e tendências da sua área. Se qualifique cada vez mais, sempre que possível. E não delegue esta responsabilidade à sua empresa. Não entregue a responsabilidade pela sua carreira à sua empresa ou à terceiros. Você deve ser sempre e eternamente responsável pela sua evolução técnica e profissional, da maneira que melhor se adequar às suas necessidades e possibilidades. Lembre-se, a livraria continua sendo a melhor universidade!

3. Seja ético

Tenha uma postura ética e moral como uma coisa sagrada na sua vida pessoal e profissional. Não há nada mais valioso do que ser percebido como uma pessoa leal, confiável e transparente. Da mesma forma, não há nada mais danoso para a sua imagem. Tenha sempre uma postura ética e as portas nunca se fecharão para você.

4. Esteja atento ao cenário

Não haja como um avestruz, com a cabeça enfiada debaixo da areia. Matenha-se atualizado e atento ao cenário, mesmo que esteja atualmente em uma condição boa de vida e profissional, com um bom salário e se sentindo realizado. Não se iluda. Uma guerra nunca é anunciada em uma manchete de jornal! Seu anúncio sempre aparece anos antes, em letras minúsculas. Se você souber ler o cenário, você poderá se preparar para a “guerra”.
Da mesma forma, esteja atento às oportunidades, novas tendências. Repense sempre se há melhores oportunidades em outra empresa ou talvez em outra área. Fique ligado às oportunidades sempre!

5. Cuide da sua rede de relacionamentos

Escrevi isso em meu livro e repito aqui: se eu conquistei bons resultados profissionais e sou realizado profissionalmente, eu certamente devo isso à ajuda da minha rede de relacionamento. Em toda a minha vida foram meus amigos e colegas que me ajudaram na minha jornada e por isso os matenho sempre por perto, disponível para ajudar e com relações abertas para pedir apoio. Claro, sempre sem transferir os problemas uns aos outros.
Por isso, não adote uma postura isolada. Na vida profissional, é muito importante que você se exponha e amplie ao máximo a sua rede de contatos, com relações positivas. Busque sempre estar presente, de forma correta e genuína, na vida das pessoas. Aproveita as maravilhas da internet que hoje te possibilitam que você faça isso sem nenhum dificuldade.

6. Matenha seu corpo, mente e espírito sempre saudáveis

Fundamentalmente, você precisa desenvolver uma atitude que mantenha o seu corpo, a sua mente e seu espírito sempre saudáveis. Evite uma vida sedentária, procure praticar esportes.
Vá ao médico, não só quando você já estiver em uma maca, mas preventivamente. Respeite a rotina de prevenção de acordo com o que é recomendável para a sua idade.
Não importa se você tem religião ou não, mas busque desenvolver algo em relação à sua espiritualidade e crença sobre a sua existência para manter um equilíbrio na vida.
Esteja sempre muito bem. Cuide do corpo, da mente, da alma. Fazendo isso, você terá mais força e conforto em uma situação de difiuculdade. Se você estiver desempregado, foi mal sucedido em um negócio ou acontecer qualquer outra adversidade, você estará com o “espírtio para cima”, encarando as circunstâncias de forma altiva e seu corpo estará preparado para reagir e reverter o quadro positivamente.

Leia também:

Paulo Pereira,  Trabalho e Renda
Youtube: Trabalho e Renda – Paulo Pereira
Facebook: @TrabalhoeRendaPP