O que é Síndrome do Impostor? 4 formas de lidar e superar

A Síndrome do Impostor(a) é mais comum do que você imagina, você só não descobriu ainda o que ela significa. Confira o artigo e entenda o que é e como superá-la! 

 

Atualmente, a palavra que melhor define o que é a síndrome do impostor é “autossabotagem” e nós vamos te explicar por quê.

Para começar, reflita: você já sentiu como se não pertencesse a um determinado lugar?

Já se pegou pensando que seus amigos ou colegas vão descobrir que você é uma fraude e que não merece realmente seu trabalho e suas conquistas?

Se sua resposta foi “sim”, saiba que você está sofrendo da Síndrome do Impostor e que você não está sozinho.

De acordo com um artigo publicado na Revista Internacional de Ciência Comportamental nos Estados Unidos, é estimado que 70% das pessoas experimentam esses sentimentos impostores em algum momento da vida.

A síndrome do impostor afeta todos os tipos de pessoas e nós vamos te ajudar a identificar os sinais e entender como superá-la.

 

O que é Síndrome do Impostor

A síndrome do Impostor se baseia na ideia de que você só teve sucesso devido à sorte, e não por causa de seu talento ou qualificações.

Nos primeiros estudos sobre o tema acreditava-se que apenas mulheres eram afetadas pela síndrome do impostor.

Mas, desde então, pesquisas mostram que tanto homens quanto mulheres experimentam o “sentimento do impostor”.

 

Os “Cinco Tipos”

A especialista em Síndrome do Impostor Valerie Young, autora de um livro sobre o assunto, “Os Pensamentos Secretos das Mulheres de Sucesso” definiu os 5 padrões de pessoas que experimentam sentimentos impostores:

Perfeccionistas

Os “perfeccionistas” estabelecem expectativas extremamente altas para si mesmos, e mesmo que atinjam 99% de seus objetivos, vão se sentir fracassados.

Qualquer pequeno erro já é motivo suficiente para questionarem sua própria competência.

Especialistas

“Especialistas” sentem a necessidade de saber cada informação antes de começar um projeto e buscam constantemente novas certificações ou treinamentos para aprimorar suas habilidades.

Eles não se candidatarão a um emprego se não atenderem a todos os critérios e podem hesitar em fazer uma pergunta em aula ou falar em uma reunião no trabalho porque têm medo de parecerem estúpidos por não saberem a resposta.

Gênio Natural

Quando o “gênio natural” tem que lutar ou trabalhar duro para fazer alguma tarefa, logo pensa que isso significa que ele não é bom o suficiente.

Esse tipo está acostumado a se apoiar nas habilidades que têm facilmente, e quando precisa se esforçar, seu cérebro diz que isso é prova de que eles são impostores.

Solistas

Os “solistas” sentem que têm que realizar todas as tarefas por conta própria, e se precisam pedir ajuda, pensam que isso significa que são um fracasso ou uma fraude.

Super-homens/Super-mulheres

Os “super-homens” ou “super-mulheres” se esforçam para trabalhar mais do que aqueles ao seu redor para provar que não são impostores.

Eles sentem a necessidade de ter sucesso em todos os aspectos da vida e no trabalho, como pais, como parceiros – e podem se sentir completamente estressados quando não estão realizando algo.

Já conferiu nossas vagas abertas?


Como lidar e superar a Síndrome do Impostor

Independentemente de qual for o seu “tipo”, se você se sente uma fraude, trabalhar ainda mais para fazer melhor dificilmente irá te ajudar.

Dessa forma, prefira recorrer a alternativas que irão tratar a raiz do problema mais profundamente, começando pelas 4 estratégias abaixo.

1. Reconheça seus sentimentos

Em primeiro lugar, identificar os “sentimentos de impostor” e trazê-los à tona pode te ajudar de diversas maneiras.

E o principal é que você não precisa lidar com todos os sentimentos sozinho. 

Conversar com um amigo ou um mentor de confiança sobre seu sofrimento pode te ajudar a ter mais contexto externo sobre a situação.

Isso acontece porque compartilhar sentimentos relacionados à Síndrome do Impostor é uma forma de se sentir menos sobrecarregado.

Além disso, se abrir com pessoas de confiança sobre como você se sente é uma forma de incentivá-los a fazer o mesmo, o que os ajuda a perceber que você não é o único que se sente como um impostor.

2. Construa conexões

Nesse passo, você precisa evitar ceder ao impulso de fazer tudo sozinho.

Ao invés disso, recorra a amigos, colegas acadêmicos e colegas de trabalho para criar uma rede de apoio mútua.

Lembre-se, você não pode conseguir tudo sozinho. E sua rede pode:

  • Oferecer orientação e apoio;
  • Validar seus pontos fortes;
  • Incentivar seus esforços para crescer.

Assim como no passo anterior, compartilhar sentimentos impostores também pode ajudar outros na mesma posição a se sentirem menos sozinhos. Além de criar a oportunidade de compartilhar estratégias para superar estes sentimentos e desafios.

3. Duvide das suas dúvidas

Sim, você não leu errado. Questionar suas próprias dúvidas é uma forma eficaz de lidar com a Síndrome do Impostor.

Assim, quando o sentimento de impostor surgir, pergunte-se se algum fato real sustenta essas crenças. Em seguida, procure evidências que as contrariem.

Vamos simplificar.

Digamos que você esteja pensando em se candidatar a uma promoção, mas você não acredita que tem o que é preciso.

Talvez um pequeno erro que você cometeu em um projeto há alguns meses ainda te assombre. Ou talvez você ache que seus colegas de trabalho que elogiam seu trabalho, na maioria das vezes, apenas sentem pena de você.

Agora pense: enganar todos os seus colegas de trabalho seria muito difícil, não é mesmo?

Então, se você recebe incentivos e reconhecimentos constantemente, isso é um bom sinal de que está fazendo muito bem seu trabalho – e merece a chance de ser promovido.

4. Não se compare aos outros

Todos têm habilidades únicas.

Você está onde está porque alguém reconheceu seus talentos e seu potencial.

Da mesma forma, você precisa ter consciência de que pode não se destacar em todas as tarefas que tenta realizar, e que está tudo bem em não ser bom em tudo.

A verdade é que quase ninguém pode fazer tudo. Mesmo quando parece que alguém tem tudo sob controle, nós não sabemos a história completa.

Não há problema em precisar de um pouco de tempo para aprender algo novo, mesmo que outra pessoa pareça ter muito mais habilidade do que você.

Em vez de permitir que o sucesso dos outros destaque suas falhas, considere explorar maneiras de desenvolver as habilidades que te interessam sem se cobrar tanto.

 

Notas finais

Agora que você entendeu mais sobre o que é a Síndrome do Impostor e como criar estratégias para superá-la, você entende que sucesso não é sinônimo de perfeição.

Afinal, você entendeu que a verdadeira perfeição é praticamente impossível, e que, por isso, não conseguir alcançá-la não faz de você uma fraude.

Então, seja paciente com você mesmo, tenha mais bondade e compaixão em vez de tanto julgamento e dúvida.

Acredite: não se cobrar tanto é um ato de amor próprio e irá te ajudar a manter uma perspectiva realista, fazendo você se sentir muito mais motivado a buscar um auto crescimento saudável.


Quer receber mais dicas dicas sobre o que é e como lidar com a Síndrome do Impostor?  Continue nos acompanhando nas nossas redes sociais!

– Eventos RH no Facebook

– Eventos RH no Linkedin