COMO DESENVOLVER A LIDERANÇA OPERACIONAL E BASE DE FÁBRICA?

Desafios, impactos e possíveis soluções para o desenvolvimento da Liderança Operacional nas organizações 

Desenvolver a Liderança Operacional tem sido um dos maiores desafios para as organizações, que querem garantir a qualidade, produtividade e baixo custo das suas operações.

Este desafio está presente na indústria (na produção, manutenção, SSMA e almoxarifado), na construção civil, na agricultura (no preparo de solos, plantio, tratos culturais e colheita) e nos serviços (hospitais, logística, segurança patrimonial e serviços gerais).

Assim, o que é se vê com frequencia são funcionários sendo promovidos a encarregados ou supervisores de equipe por se destacarem tecnicamente, mas não apresentarem resultados satisfatórios nas suas funções como líder. E as consequências desse cenário impactam as duas pontas.

De um lado, as empresas sentem:

    • queda nos seus indicadores de produtividade;
    • diminuição da qualidade dos produtos e do relacionamento com clientes e fornecedores;
    • aumento da rotatividade nas equipes;
    • aumento de atestados médicos e afastamentos;
    • comprometimento do clima organizacional;
    • “perde” de um ótimo técnico e “ganha” um mau líder.

Do outro lado, o funcionário não sabe como melhorar e sente que não recebe o devido apoio da chefia. Pelo contrário, sente que só recebe pressão e cobrança por resultados imediatos.

Assim, a euforia da promoção à líder passa rápido, pois este, que até então se sentia muito seguro na sua função técnica, começa a enfrentar crises de competência e ter medo de perder o emprego ou de não continuar crescendo na carreira.

Do mesmo modo, sem saber como lidar com as pessoas, este líder operacional normalmente começa a tomar atitudes que impactam negativamente na satisfação da equipe e sua produtividade, como:

  1. exagerado de comando e controle, centralização das atividades, agressividade e até mesmo assédio moral;
  2. ou ainda, adotam uma postura passiva, sem direcionamento claro e coordenação das atividades da equipe.

Como obter bons resultados ao promover um novo Líder Operacional?

Quando o Líder Operacional é promovido pela primeira vez, ele precisa passar por uma mudança de mentalidade.

Ou seja, ele precisa entender que seu desafio deixa de ser entregar excelentes resultados individuais e passa a ser fazer com que cada membro da equipe entregue bons resultados de forma coordenada com todos da equipe.

Assim sendo, ele precisa entender que se o desafio muda, as competências e habilidades necessárias para enfrentá-lo também mudam.

Mas, afinal, o que muda?

Enquanto não assumem a função de liderança, os profissionais em geral precisam focar no desenvolvimento de competências técnicas e complementá-lo com alguns comportamentos básicos como comprometimento, iniciativa, bom relacionamento com a equipe e organização.

Já quando líderes, o conhecimento técnico continua sendo importante, mas perdem prioridade para novas competências comportamentais como:

      • autoconhecimento;
      • empatia;
      • conhecer e desenvolver sua equipe;
      • persuasão;
      • comunicação assertiva com pares, chefia e subordinados (360°);
      • compromisso com a organização, etc;

Portanto, o líder que apresenta o maior desenvolvimento de competências comportamentais chave para a gestão de pessoas (e entende a importância disso), é o mais inclinado a apresentar os melhores resultados.

A boa notícia é que, diferente do que acontece quando o assunto é desenvolvimento de novos conhecimentos técnicos, qualquer pessoa pode desenvolver novas competências comportamentais, independentemente do seu grau de instrução. 

Assim sendo, empresas que conseguem oferecer capacitação em gestão de pessoas e um acompanhamento adequado são as que mais se beneficiam disso.

Quais são os maiores desafios de uma empresa ao promover um novo Líder Operacional?

Algumas empresas não conseguem transpor este desafio por conta de uma percepção enviesada do RH e supervisores: “por ser um bom técnico, será um bom líder”; “não precisam saber de gestão de pessoas neste nível de liderança” ou “não conseguem se desenvolver pela baixa escolaridade”.

Por outro lado, já a maioria das empresas estão cientes desta necessidade de desenvolvimento destes novos líderes, especialmente de equipes operacionais e na base de fábricas, mas enfrentam importantes desafios ao colocá-lo em prática, como:

    • Necessidade de um alto investimento por causa do grande volume de líderes operacionais;
    • Dificuldade em tirar estes profissionais da operação sem impactar os resultados da área;
    • Dificuldade logística em realizar estas formações em todas as unidades e turnos;
    • Formações não conversam com a realidade destes profissionais;

Como as empresas pode contornar as dificuldades de desenvolvimento de líderes de base?

Não pretendemos esgotar o assunto com estas dicas, mas estamos seguros em dizer que os direcionamentos abaixo podem contribuir muito positivamente para os resultados das organizações:

    • Em primeiro lugar, as empresas precisam ter clareza dos impactos negativos que uma má liderança de base traz para o negócio;
    • Em segundo lugar, é fundamental que tenham consciência e fé de que precisam oferecer condições para o seu desenvolvimento em gestão de pessoas;
    • Da mesma forma, elas devem sensibilizar e conscientizar a chefia imediata da necessidade de prestar um maior apoio no período de adaptação deste profissional à nova rotina de liderança, com orientação e feedbacks assertivos;
    • Simultaneamente, elas podem oferecer oportunidade de autoconhecimento para os novos líderes, para que possam entender um pouco melhor sobre si mesmos e sua capacidade de se relacionar com outros;
    • E, com certeza, devem planejar momentos de formação em gestão de pessoas, focada no desenvolvimento de competências chave para que um líder “de primeira viagem” consiga gerir as pessoas da equipe com mais qualidade.

E foi justamente pensando em como contornar os desafios que as empresas enfretam na aplicação das formações que criamos o curso de Desenvolvimento da Nova Liderança Operacional no formato 100% online. Este formato traz diferenciais como:

    • Economia e custo-benefício: baixo investimento em troca de um conteúdo focado na realidade de novos líderes operacionais;
    • Acessibilidade: o curso fica 100% disponível para acesso imediato;
    • Escala e abrangência: o curso possui abrangência nacional e pode ser facilmente replicado a um grande contingente de profissionais;
    • Flexibilidade: todas as aulas podem ser assistidas pelo dispositivo de sua preferência (PC, smartphone, tablet) e no local e horário que melhor convier;
    • Compreensão: respeito ao ritmo de aprendizado de cada um;
    • Micro Learning: aulas curtas de até 10 minutos;
    • Personalização: identidade visual e módulos sob demanda
    • Relatórios de desempenho;
    • Credibilidade: curso ministrado por um dos maiores especialistas do estado de São Paulo.

Qual é a metodologia utilizada no curso?

Com base no livro “Pipeline de Liderança”, de Ram Charam, Stephen Drotten e James Noel, nossa metodologia foca em preparar os profissionais para a transição de nível 1: passar de um ótimo Líder de Si para tornar-se um ótimo Líder de Outros.

Assim, o curso foca em necessidades fundamentais para quem precisa aprender a gerir pessoas pela primeira vez e entregar resultados através delas:

    • Entender o seu papel e as suas responsabilidades como líder de equipes;
    • Desenvolver o autoconhecimento, uma comunicação assertiva, aprender a ouvir e compreender os vários níveis de comunicação que precisará estabelecer como novo líder (360º);
    • Compreender os diferentes estilos de liderança e como eles podem ajudar na gestão de pessoas; 
    • Conhecer os impactos do assédio moral e sexual. 
    • Adquirir dicas práticas para poder gerir os conflitos na equipe;

Pipeline de liderança

Fonte: Na Prática

 Qual é o conteúdo programático do curso?

O curso, ao todo, é dividido em 8 módulos:

    • Módulo 1: “O QUE SÃO EQUIPES OPERACIONAIS?”: quais os papéis e responsabilidades do líder operacional, bem como as competências e comportamentos a serem desenvolvidos;
    • Módulo 2: “INTELIGÊNCIA EMOCIONAL”: qual o  conceito de I.E e seus benefícios na vida pessoal e profissional.
    • Módulo 3: “ASSERTIVIDADE”: o que é e como utilizá-la tanto no seu dia a dia quanto em momentos de feedback.
    • Módulo 4: “ASSÉDIO MORAL”: qual o impacto destes comportamentos nas pessoas e na organização.
    • Módulo 5: “ASSÉDIO SEXUAL”: o que caracteriza o assédio sexual nas empresas e suas consequências para o Líder Operacional e sua equipe.
    • Módulo 6: “COMUNICAÇÃO”: qual a importância do processo de comunicação nos diversos níveis.
    • Módulo 7: “ESTILOS DE LIDERANÇA”: quais os principais estilos e como usá-los em diferentes situações.
    • Módulo 8: “GESTÃO DE CONFLITOS”: como resolver os conflitos em sua equipe.

Qual é a carga horária do curso?

O curso online tem carga horária de 2,5 horas, com conteúdo focado e direto ao ponto. Inclui PPT de apoio, material para leitura complementar e 3 meses de acesso ilimitado ao curso. 

Quem ministra o curso?

O curso é ministrado pelo especialista em Desenvolvimento de Lideranças, Ricardo Amaral.

Possui 30 anos de carreira na Dow Química, onde começou como supervisor de turno na área de Produção,  passando também pelas áreas de Vendas, Pesquisa e Desenvolvimento, Planejamento Estratégico, Desenvolvimento de Negócios, até alcançar o de cargo de Executivo de RH na Votorantim Agroindústria.

É formado em Engenharia Química pela Escola de Engenharia Mauá, com MBA pela FEA-USP, e possui certificação internacional em Life & Executive Coaching pelo Integrated Coaching Institute.

Ricado também é fundador e sócio diretor da Ferraz Amaral Consultores Associados e atualmente dedica-se às atividades de consultoria e coaching executivo.

Qual o valor a ser investido no curso?

O valor do Curso Online é de R$199,00 por aluno, sendo que o valor pode ser negociado para compras massivas.

» DESGUSTAÇÃO PARA EMPRESAS: liberamos alguns acessos gratuitos ao curso para ajudar o RH e/ou o responsável pela operação a entender se o curso responde à sua necessidade.

E ainda oferecemos este curso em outros formatos que podem ser negociados, como:

    • Curso presencial (turmas abertas): R$ 840,00 por aluno, incluindo o material impresso, coffee break e almoço
    • Turmas In Company;
    • Desenvolvimento de aulas ou módulos customizados;
    • Blended Learning: Combinação entre o curso presencial e o curso online

Tenho interesse neste curso! Como faço?

Será um prazer enorme ter você conosco! Vamos superar os desafios no desenvolvimento da nova liderança operacional juntos?

Leia também:

— COMO SER UM LÍDER DE EQUIPE INSPIRADOR

— COMPARTILHAR PODER PARA TER PODER: O SUCESSO DE LÍDERES NOTÁVIES

— 7 ESTRATÉGIAS PARA UMA BOA GESTÃO DE BENEFÍCIOS